MANUAL DE SEGURANÇA

DSC_1718

A HIGIENE E SEGURANÇA SÃO UM DIREITO DOS TRABALHADORES, MAS TAMBÉM UM DEVER!

1. OBJECTIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO

Este manual integra um conjunto de regras a cumprir para prevenir riscos associados a cada posto de trabalho e informações referentes a higiene e segurança e saúde no trabalho.  Aplica-se a todos os colaboradores da Calvelex.

2. REGRAS GERAIS DE SEGURANÇA

Devem ser rigorosamente cumpridas as instruções de funcionamento e de utilização dos equipamentos/máquinas.
Os trabalhadores devem receber instruções claras e precisas quanto à utilização e funcionamento dos equipamentos e máquinas que vão operar, bem como quanto aos riscos que lhe estejam associados, sempre que surgirem dúvidas devem perguntar ao responsável.
As ferramentas devem ser mantidas pelos utilizadores, em bom estado de conservação e inspeccionadas periodicamente a fim de atestar o seu bom estado.
Nunca devem ser transportadas utensílios e outros acessórios nos bolsos do vestuário, com excepção dos previstos para o efeito.
Quando forem transportadas ferramentas com arestas vivas e/ou cortantes devem ser acondicionadas de forma a proteger as pessoas.
Procure manter o posto de trabalho arrumado e limpo, pois assim evita acidentes de trabalho.
Utilize as ferramentas e os equipamentos correctos para o trabalho a fazer e utilize-os com segurança.
Use equipamento de protecção individual aprovado e apropriado e mantenha-o em boas condições.
Respeite a sinalização de segurança.
Se detectar anomalias em qualquer equipamento que ponha em causa a segurança e o ambiente, comunique ao seu superior de imediato.
Não modifique, nem repare máquinas, que não estejam qualificadas.
Não desmonte ou modifique as protecções colectivas das máquinas.
Evitar entrar em raio de acção dos equipamentos móveis, procure ficar em local visível pelo manobrador dos equipamentos.
Utilize o equipamento eléctrico todo com precaução.
Não consuma bebidas alcoólicas.
Não coloque em risco os seus colegas.
Os improvisos são inimigos da segurança. Por isso siga as instruções de trabalho/procedimentos segurança dos equipamentos que lhe foram transmitidas, em caso de dúvida não hesite peça esclarecimentos.
Utilize correctamente os locais destinados para recolha de resíduos e lixo.

3. OBRIGAÇÕES GERAIS DOS TRABALHADORES

Cumprir as prescrições legais de Higiene, Segurança e Saúde no trabalho, bem como as instruções que para esse fim lhe foram transmitidas.
Zelar pela sua segurança e saúde, bem como das outras pessoas que possam ser afectadas pelos seus actos.
Manusear correctamente as máquinas, ferramentas e outros meios postos à sua disposição
Utilizar e conservar os equipamentos de protecção individual e colectiva.
Contribuir e cooperar para a melhoria do sistema de segurança, higiene e saúde no trabalho.
Comunicar imediatamente as situações por si detectadas de perigo grave e iminente. Não sendo possível estabelecer contacto imediato com quem deveria tomar as necessárias providencias, adoptar as medidas estabelecidas para tal situação.
Cumprir proibições de fumar
Não consumir bebidas alcoólicas
Ser assíduo
Bem comportado, tanto moral, como civil
Desempenhar as funções a que estão submetidos com zelo e perfeição
Dar opiniões que produzam efeitos construtivos
Ajudar sempre que necessário todos os outros colaboradores
Ser cuidadoso com os materiais, ferramentas e veículos que utiliza na execução das tarefas
Ser responsável
Manter livres os acessos e passagens
Organizar correctamente os materiais para se evitar todo o risco de acidente durante a circulação de trabalhadores
Manter os postos de trabalho em ordem, os materiais arrumados, as vias de circulação desimpedidas. E desse modo evitar-se-á que os trabalhadores escorreguem ou caíam.
As máquinas de trabalho devem ser utilizadas por pessoal autorizado e devidamente equipado
Antes de utilizar qualquer máquina ou ferramenta (incluindo veículos) verificar o seu estado, caso surja alguma avaria deverá ser comunicado ao responsável
Não permanecer no raio de acção das máquinas de elevação para serem evitados acidentes por choques e/ou queda de material
Zelar atentamente pelo estado de conservação das ferramentas eléctricas portáteis, dos seus cabos de alimentação, das fichas entre outros
As ferramentas devem ser correctamente ligadas às caixas de alimentação, previstas para o efeito
As adaptações provisórias das ferramentas, fichas, tomadas, devem ser executadas por pessoal autorizado
Sempre que uma ferramenta eléctrica portátil sofra uma pancada ou queda, deve ser comunicado de imediato ao responsável
Se estiver a chover, as ferramentas eléctricas não devem ser utilizadas ao ar livre
O transporte manual de carga deve ser efectuado mantendo o corpo em posição correcta, para evitar ferimentos nas mãos, nos pés, na cabeça e lesões na coluna vertebral
Não deve ser realizado à altura dos olhos, de forma a evitar a falta de visibilidade, choques e quedas
Durante o transporte de cargas compridas, deve verificar se a zona se encontra livre
Não entrar nem trabalhar em locais escuros
Não trabalhar em locais em altura sem resguardos solidamente fixos e verificar se existem pessoas e bens na projecção que possam sofrer danos, com as quedas de materiais ou ferramentas
Não subir as escadas, sem antes verificar o seu estado de conservação e base de apoio
Não passar em passarelas quando existam dúvidas da sua solidez

4. EXTINTORES

Os extintores são um meio de primeira intervenção de ataque ao fogo.
Devem ser vistoriados obrigatoriamente por um período anual, comprovado através do selo.

A colocação e utilização dos extintores deverão respeitar os seguintes princípios:

Devem ser colocados em paredes ou pilares de fácil acesso em caso de emergência e em locais amplos.
Devem encontrar-se devidamente sinalizados e identificados, á entrada dos locais de trabalho e das diferentes secções.
Deve proceder-se à formação de pessoal no intuito da sua correcta utilização.

4.1. A utilização dos extintores deve processar-se da seguinte forma:

Fazer aproximação do fogo no sentido do vento ou da tiragem normal do edifício.
Atacar o fogo dirigindo o jacto do extintor à base das chamas
Em caso de se tratar de líquidos derramados de canalizações, manobrar o jacto do extintor de cima para baixo.
Assegurar um número suficiente de extintores de acordo com o risco e de pessoas para os utilizar.
Prever a possibilidade de resignação
Depois de utilizado o extintor deve ser enviado ao serviço correspondente que providenciará a respectiva recarga.

4.2. Procedimento em caso de acidente

Dar alarme geral
Identificar a classe de fogo
Não entrar em pânico
Correr em direcção ao extintor mais próximo
Retirar a cavilha do extintor e rebentar o selo
Aproximar-se do fogo
Manobrar o extintor conforme o tipo deste e a classe de fogo.

5. RESPOSTA DE EMERGÊNCIA

A Calvelex definiu procedimentos de como actuar em caso de emergência. Em cada porta existe um dispositivo betoneira, que deve ser accionada em caso de acidente.
Sempre que ouvir a sirene tocar (som contínuo e ininterrupto) é favor desligar todas as máquinas, equipamentos eléctricos e viaturas. Deve dirigir-se para a saída de emergência mais próxima, que o levem ao exterior da fábrica. O ponto de encontro de todo o pessoal é feito junto da portaria, local que se encontra devidamente identificado.

6. PROCEDIMENTO EM CASO DE ACIDENTE

Avisar ou mandar avisar, de imediato o seu responsável e/ou departamento HSST e o socorrista no sector.
Não deslocar ou movimentar a vítima, excepto se esta se encontrar em perigo de vida, ou se tiver formação específica.
Não ministrar qualquer tipo de alimento (sólido ou liquido).
Proteger a vítima do frio/calor.
Afastar todas as pessoas desnecessárias ao socorro da vítima.
Desimpedir os acessos, para facilitar a chegada do socorro especializado.
No caso de acidente com corrente eléctrica, não tocar no acidentado, antes de ser assegurado de que a corrente eléctrica foi desligada.
Em caso de acidente grave, deve dirigir-se ao local de concentração e estar atento no sentido de facilitar a contagem dos trabalhadores.
Não deslocar a vítima, a não ser em caso de extrema necessidade.
Não dar bebida a vítima.
Afastar os curiosos.
Cumpra o estipulado na planta de emergência.

7. RECOMENDAÇÕES DE SEGURANÇA:

Maquinas de corte / costura / termocolante / etiquetagem e outras
Em cada posto de trabalho tem um procedimento de segurança que deve ser rigorosamente cumprido.

Cuidados a ter:

– Antes de iniciar o trabalho:

Verificar se a máquina está em condições normais de funcionamento
Verificar se o comando de paragem está operacional e se as protecções se encontram no seu devido lugar

– Durante o trabalho:

Devem-se cumprir todas as instruções de segurança referentes ao manuseamento do equipamento
Manter as zonas de passagem desobstruídas
Criar o espaço necessário para executar o trabalho em segurança
Não utilizar ar comprimido para limpeza pessoal

– Em caso manutenção:

Desligue a máquina
Coloque um aviso “máquina em manutenção”

8. EXEMPLOS DE EQUIPAMENTOS DE PROTECÇÃO INDIVIDUAL (EPI´s)

Luvas:

Durante a manipulação de produtos químicos e outros…

Máscara:
Durante o manuseamento de produtos químicos e outros…

Auriculares:
Os colaboradores deverão usar protecção adequada ao nível de ruído dos processos.

9. CONTACTOS DE EMERGÊNCIA

Número de Emergência Nacional
112

Intoxicações – Centro Anti venenos
808250143

Unidade de Lustosa
Lousada Voluntary Fire Brigade
+351 255912119
Penafiel Padre Américo Hospital
+351 255714000
Lustosa Health Centre
+351 253584330
Lousada National Republican Guard
+351 255810470
Lustosa Pharmacy
+351 253580510

Unidade de Carvalhos
Santos Silva Hospital
+351 227865100
Carvalhos Health Centre
+351 227842443
Carvalhos National Republican Guard
+351 227842028
Carvalhos Voluntary Fire Brigade
+351 227842001
Central Pharmacy
+351 227861020

Unidade de Matosinhos
Matosinhos Voluntary Fire Brigade
+351 229984190
Matosinhos Pedro Hispano Hospital
+351 229391000
Matosinhos Health Centre
+351 220914600/1/2
Matosinhos José Morais Pharmacy
+351 229375367
Matosinhos PSP (Police)
+351 229383427

Close Menu